Gagueira infantil (disfluência da fala): Tudo o que você precisa saber!

Gagueira infantil (disfluência da fala): Tudo o que você precisa saber!

Menino com a mão na boca, representando a frustração de crianças que sofrem com gagueira infantil.

A gagueira infantil é uma condição da fala que pode trazer muita angústia para pais e filhos, ainda mais o surgir na infância, que é um período delicado do desenvolvimento do ser humano.

Existem pessoas de todas as idades sofrendo desta condição e muitos se perguntam se existe cura para a gagueira.

Essa e outras dúvidas nós vamos esclarecer no artigo de hoje.

Continue aqui comigo que eu vou te mostrar o que é gagueira infantil, por que ela acontece e como podemos ajudar alguém que enfrenta esta situação.

Voooooocê Ssssabe ooo que é gagueira infantil?

Todos nós já gaguejamos em algum momento da vida, não é verdade?! Seja em uma situação de nervosismo ou de extrema emoção.

Esses episódios, que para a maioria das pessoas são pontuais, já são suficientes para termos uma pequena noção do quanto pode ser desconfortável e difícil falar gaguejando.

Segundo a Abragagueira, cerca de 2 milhões de brasileiros apresentam gagueira persistente, isso seria mais ou menos a população de Salvador, é muita gente!

Mas acredite, tem muito mais. Se somarmos as pessoas que demonstram incidência de gagueira, especialmente na infância, seriam cerca de 10 milhões de pessoas, sendo a maioria do sexo masculino.

As características da gagueira infantil são muito marcantes, por isso não é difícil perceber que a criança está apresentando sinais. O difícil é identificar se estes sintomas se devem ao processo de aquisição da fala ou se são, de fato, uma condição de disfluência persistente.

É bom esclarecer que estou usando bastante o termo gagueira infantil neste artigo para facilitar o entendimento, já que este é o nome mais popular, mas o correto é disfluência da fala infantil, que pode ser definido como um transtorno da comunicação e da fluência.

A disfluência afeta basicamente o ritmo da fala, podendo apresentar os primeiros sinais a partir dos 2 anos, ou até menos.

Quais as causas da gagueira infantil?

Para responder a essa pergunta é importante antes de tudo identificar se a disfluência da criança se deve à aquisição da fala, se for o caso os sintomas desaparecem conforme a fala se desenvolve.

Isso porque alguns sons podem ser mais difíceis de adquirir e demorar mais no processo de desenvolvimento da fala. 

Outra possibilidade que deve ser observada em crianças de 2 a 6 anos é a presença de algum outro tipo de transtorno, como por exemplo a apraxia e atraso na fala.

Mas claro que nestes casos outros sintomas nos ajudarão a identificar a condição, para isso é de extrema importância procurar um profissional especializado em transtornos da fala para um diagnóstico preciso.

Existem várias causas possíveis de disfluência da fala infantil, que podem ser de origem:

  • Genética;
  • Fatores psicológicos, sociais e familiares;
  • neurológicos;
  • desenvolvimento da fala.

Além disso, lesões no cérebro, como um acidente vascular cerebral, podem causar gagueira neurológica. E traumas emocionais graves podem agravar o quadro existente.

Quais são os sintomas da gagueira?

Como já dissemos a gagueira infantil é uma alteração no ritmo e fluência da fala, na prática isso é caracterizado por palavras, sons ou sílabas repetidas e interrupções na velocidade normal da fala.

A pessoa que possui disfluência pode apresentar emissão de sons por tempo prolongado, sílabas repetidas, inversão de palavras, simplificações de frases…

O indivíduo pode, por exemplo, apresentar repetições de determinadas consoantes, como “K”, “G” ou “T” e ter dificuldade para emitir certos sons.

Tudo isso gera muita dificuldade na comunicação, e quem enfrenta este transtorno sofre muita frustração por não conseguir desenvolver o diálogo como esperado. 

O estresse causado pela gagueira pode desencadear os seguintes sintomas:

  • Alterações físicas como tiques faciais, tremores labiais, piscada excessiva nos olhos e tensão na face e parte superior do corpo;
  • Hesitação ou pausa antes de começar a falar;
  • Recusa em falar;
  • Interjeições de sons ou palavras extras em frases, como “uh” ou “um”;
  • Repetição de palavras ou frases;
  • Tensão na voz;
  • Rearranjo de palavras em uma frase;
  • Emissão de sons longos ou longas pausas entre uma palavra e outra;

Como pai, mãe, orientador ou cuidador de uma criança com disfluência da fala você pode estar se perguntando, como ajudar?

É o que vamos descobrir a seguir….

Existe cura para a gagueira infantil?

Muitas pessoas me perguntam isso, antes de responder é importante entendermos qual o principal pré-requisito para que exista cura para algo: A cura só existe se existir uma doença. 

A disfluência da fala infantil e outros transtornos não são considerados doenças, são condições que podem ou não ter causas aparentes, mas que em todos os casos podem apresentar melhoras significativas perante os estímulos corretos. 

Existem muitos mitos a respeito deste assunto, e é importante disseminarmos informações que fortaleçam o contexto social para convivência com as pessoas disfluentes.

Sendo assim, o primeiro passo para ajudar essa população é a conscientização, o segundo passo e mais importante é buscar ajuda profissional.

O tratamento da criança que possui disfluência deve ser feito de forma personalizada. Primeiro o profissional irá entender o quadro e apresentar o diagnóstico.

Como você já viu no decorrer deste artigo, existem diferentes possibilidade na disfluência, se o seu filho ainda está em processo de aquisição da fala, e a incidência da gagueira for devido ao desenvolvimento, provavelmente os sintomas desapareçam com o tempo.

Ainda assim é possível que a criança precise de estímulos para um melhor desenvolvimento. 

A questão da melhora é muito controversa entre os especialistas, pois isso depende de diversos fatores individuais, mas a maioria dos indivíduos apresenta ótimos resultados com a intervenção.

O profissional indicado para isso é o fonoaudiólogo e o tratamento mais comum é a terapia da fala.

Terapia da fala

A terapia da fala pode reduzir as interrupções na produção dos sons e melhorar a auto-estima do seu filho.

Geralmente se concentra em exercícios que estimulam o processo de desenvolvimento da linguagem, no controle dos padrões de fala, incentivando seu filho a monitorar sua velocidade, suporte respiratório e tensão da laringe.

O ideal é sempre começar o quanto antes, os resultados de crianças que começam a intervenção ao longo da primeira infância podem chegar a 75% de melhora na fluência da fala. 

Os pais são agentes importantes no processo de intervenção, já que eles podem reforçar técnicas e estímulos, para ajudar seus filhos a se sentirem menos preocupados com a gagueira, mas isso só deve ser feito com a orientação de um profissional.

O fonoaudiólogo deverá instruí-los quanto às melhores práticas para correção da disfluência da criança.

Por hoje é isso. Você sente que seu filho está apresentando sinais de gagueira infantil? Procure logo ajuda profissional!

Ficou com alguma dúvida ou quer conversar sobre o caso do seu filho para saber se é o momento de procurar ajuda?

Entre em contato conosco no Whatsapp 11. 994608548.

Qual a sua opinião