A terapia com jogos como Lego para crianças com déficit de atenção

A terapia com jogos como Lego para crianças com déficit de atenção

Lego Para Crianças com Déficit de Atenção

Você sabia que Lego para crianças com déficit de atenção pode ser uma grande forma de tratamento? Entenda mais como funciona

É possível utilizar Lego para crianças com déficit de atenção e ajudar a ter ganhos e resultados em seu tratamento.

A interação e participação das crianças nos jogos pode ser uma fonte de reforço em si mesma visto que através da brincadeira a criança se relaciona com o ambiente externo, agindo sobre o meio.

Em uma situação de jogo, a criança se expõe a estímulos variados e aprende a se comportar de forma diferenciada frente às estimulações, conforme as regras e as contingências envolvidas.

Foi somente a partir da década de 1940 que a inserção de jogos estruturados surgiu dentro da modalidade de terapia infantil.

Até então, utilizava-se na prática clínica o brincar espontâneo, ainda muito usado nos dias atuais.

Em distintos tipos de atendimento, seja individual ou em grupo, jogar caracteriza-se como uma atividade estruturada na medida em que regras, normas, instruções e exceções são estabelecidas.

Diante de um quadro característico de déficit de atenção, no qual se observam déficits e excessos comportamentais importantes, que interferem no funcionamento global da criança, planejam-se contingências na situação dos jogos para que seja possível obter aquisições comportamentais, tais como:

  • Controle por regras;
  • Desenvolvimento de repertório de autocontrole;
  • Desenvolvimento de repertório de atenção;
  • Ampliação de repertório social;
  • Melhoria da autoestima;
  • Aquisição de comportamentos de organização e desenvolvimento de repertórios acadêmico e cognitivo.

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) caracteriza-se por problemas de concentração.

Geralmente, manifesta-se antes dos 7 anos de idade, que é quando fica visível mais impaciência, comparado às crianças da mesma idade, dificultando o convívio nos mais diferentes ambientes, o que compromete significativamente seu desenvolvimento escolar.

Lego Para Crianças com Déficit de Atenção

A terapia com jogos como Lego para crianças com déficit de atenção

Utilizados terapeuticamente, os jogos podem exercer diferentes papéis.

Diante da situação do brincar em grupo utilizando jogos é possível avaliar o repertório comportamental da criança na interação com o terapeuta e com as demais crianças, já que é na relação da criança com o meio que os comportamentos-problema da vida cotidiana são emitidos e podem ser mais bem trabalhados.

O contato da criança com o jogo proporciona também o acesso a sentimentos e outros comportamentos encobertos, na medida em que ao jogar a criança expressa o que sente e o que pensa.

O caráter lúdico dos jogos permite o desenvolvimento de boa relação interpessoal entre terapeuta-criança e criança-criança, contribuindo para que habilidades motoras, cognitivas, sociais e acadêmicas, muitas vezes deficitárias, sejam desenvolvidas mediante um ambiente reforçador.

Além disso, o jogo pode ser utilizado como uma fonte de reforço na situação de terapia, na medida em que é usado como uma consequência positiva diante de comportamentos desejáveis emitidos pela criança.

Estudos educacionais e médicos no Reino Unido e nos EUA constataram que grupos que usaram Lego como recurso ajudaram pacientes a desenvolver e reforçar as habilidades de jogo e habilidades sociais.

Dentre os benefícios da terapia com Lego para crianças com déficit de atenção estão:

  • Comunicação;
  • Atenção;
  • Concentração;
  • Partilha e troca; e
  • Resolução de problemas compartilhada.
Lego Para Crianças com Déficit de Atenção

Como funciona a terapia com Lego?

O modelo para a maioria dos programas de terapia Lego consiste em definir as regras básicas: os participantes sugerem e acordam regras simples e que todos entendam.

O grupo concorda e trabalha em um projeto que não é muito fácil e também não é muito difícil.

As regras são postadas como um lembrete. Cada participante recebe um papel, e os papéis são alternados com os outros membros do grupo durante a tarefa.

A Terapia com Lego tem um maior benefício a longo prazo quando se incorpora alguns fundamentos, dentre eles:

  • Ter um tempo dedicado e um espaço para a atividade;
  • Usar a comunicação não-verbal, tanto quanto possível;
  • Usar a linguagem declarativa em vez de comandos ou perguntas;
  • Planejar os passos da atividade; e
  • Incentivar a colaboração.

Se isso parece muito ambicioso, comece com apenas 1 ou 2 elementos e vá gradualmente expandindo.

A grande coisa sobre Lego é que você pode começar do zero a qualquer momento.

Além disso, uma vez utilizado para planejar um ambiente propício ao desenvolvimento de habilidades, os jogos favorecem também a aplicação de estratégias comportamentais tais como modelação, modelagem, feedback positivo e ensaios comportamentais.

Assim, comportamentos como baixo autocontrole, baixo controle por regras, baixa autoestima, baixa tolerância à frustração e excessos comportamentais diminuem de frequência, e novos comportamentos que tem a probabilidade de gerar mais reforço positivo do que punição são instalados.

Outra vantagem que o contexto de terapia comportamental em grupo com jogos propicia é a semelhança das habilidades e comportamentos modelados que também são exigidos nos demais âmbitos de vida da.

Consequentemente, essa semelhança aumentaria a probabilidade dos comportamentos modelados na terapia serem generalizados para outros ambientes da criança.

Existem vários aplicativos gratuitos que permitem a construção virtual e até o aprimoramento de ideias:

  1. O LEGO App4+é um app para Android;
  2. Bricks & More é um aplicativo para o iPhone, iPad e Android , apropriado para as idades de 4 anos e acima;
  3. Lego Digital Designer é um aplicativo para as idades de 5 e para cima, e os usuários podem compartilhar suas criações no site da Lego;
  4. Master Builder Academy (MBA) é um programa de treinamento online para os construtores avançados.

Emoções podem ser intensificadas durante um projeto Lego. Há geralmente uma pessoa que insiste em fazer as coisas da maneira “correta”, e uma outra pessoa que gosta de experimentar coisas várias maneiras diferentes só para ver como cada um olha.

Um facilitador adulto pode facilitar interações positivas, sugerir compromissos, fornecer instruções conforme necessário e manter o grupo na tarefa.

Jogos como Lego para crianças com déficit de atenção pode ser um excelente treinamento terapêutico

Para atenuar os sintomas do déficit de atenção, o terapeuta usa atividades recreativas, que estimulam as crianças a utilizarem habilidades artísticas, corporais e que envolvem a criação do próprio conteúdo trabalhado.

Essas atividades devem contar com o apoio tanto do núcleo familiar quanto do âmbito escolar, pois elas promovem a organização do indivíduo, ajudam a construir sua independência e estruturar veias emocionais.

Ou seja, é preciso deixá-las brincar. A criança quando brinca consegue criar e recriar situações em que se sente desafiada.

Isso faz com que sacie sua curiosidade, desenvolvendo um modo pessoal para vivenciar sentimentos de angústia, insegurança e medo, melhorando não só os sintomas clássicos, mas também a autoestima.

O Lego para crianças com déficit de atenção é mais uma tecnologia a ser utilizada para o tratamento e evolução de pacientes com déficit de atenção – e como tal, deve ser aproveitada.

Qual a sua opinião