Sinais de dislexia na infância: Saiba se é hora de procurar um profissional.

Sinais de dislexia na infância: Saiba se é hora de procurar um profissional.

Sinais de dislexia na infância: Saiba se é hora de procurar um profissional

O desenvolvimento lento da leitura na fase escolar de uma criança pode ser um dos muitos sinais de dislexia que alertam a necessidade de acompanhamento profissional para o seu filho ou aluno.

Mas não sofra por antecedência, para saber se você deve ou não se preocupar é importante analisar outros sinais que eu vou te apresentar neste artigo.

Então se recentemente você notou que sua criança não está evoluindo como esperado quando o assunto é leitura e escrita eu vou te ajudar a saber se é hora de procurar um especialista para uma avaliação, já que esta é uma das maiores dúvidas dos pais.

Continue aqui comigo, vamos conhecer os sinais de dislexia… 

De Zero a Dez, o que você me diz?

De zero a dez, qual nota você daria para o desenvolvimento da leitura do seu filho ou aluno hoje? É claro que uma nota não define um diagnóstico, não é porque uma criança ainda não lê como esperado para a idade que ela possui dislexia…

Mas muitos pais vivem com a sensação de que seus filhos não estão aprendendo como deveriam, e sempre que esse sentimento surge é importante sim investigar se a suspeita tem fundamento.

Aliás, para uma melhor compreensão dos sinais de dislexia na infância, vou te explicar direitinho o que é esse transtorno.

Dislexia é um distúrbio na aprendizagem da leitura, que gera dificuldade no reconhecimento da correspondência entre os símbolos gráficos e os fonemas, bem como na transformação de signos escritos em signos verbais.

A dislexia pode afetar a fluência, decodificação e compreensão da leitura, a recordação, a escrita, a ortografia e, às vezes, a fala. A gravidade pode ser diferente para cada indivíduo, e ainda existir junto com outros transtornos relacionados.

De uma forma bem simplificada, é mais ou menos assim: a pessoa com dislexia vê ou ouve as letra, sílabas ou palavras escritas e seu cérebro tem dificuldade em relacioná-lo com os sons falados ou seus significados.

Vamos entender agora como se dá o diagnóstico da dislexia.

Como saber se meu filho tem dislexia?

Pode ser difícil diagnosticar esse transtorno em crianças muito pequenas, pois os principais sinais só ficam evidentes na fase escolar durante o aprendizado.

Inclusive, muitas vezes – antes do diagnóstico ser definido – na tentativa de entender a razão da criança não evoluir com a habilidade da leitura, diversas hipóteses começam a surgir.

Entre elas, é comum a desconfiança de que o pequeno não está enxergando bem, mas basta um simples exame para verificar que está tudo certo em relação a isso.

Nós explicamos melhor a relação da visão com a dislexia nesse outro artigo [colocar o link] você pode se interessar em lê-lo também para entender melhor este universo.

A questão é que muitas hipóteses podem surgir enquanto não há um diagnóstico, por isso é importante tê-lo em mãos o quanto antes, a fim de evitar frustrações para a criança.

A informação é a chave para acelerarmos a aquisição do diagnóstico, propagar os sinais de dislexia na infância para que os pais estejam bem informados é o primeiro passo para ajudar nossos pequenos, por isso fico empolgada ao falar sobre esse tema.

 Professores experientes, nestes casos, são agentes importantíssimos no diagnóstico, pois são capazes de identificar os sintomas de alerta do transtorno e encaminhar a criança aos profissionais que farão a avaliação.

A boa notícia é que a criança que possui esta condição é tão inteligente quanto qualquer outra, o que significa que ela poderá alcançar um nível de leitura e escrita excelente.

Mas isso poderá ser muito difícil se ela não tiver os estímulos corretos, que só um acompanhamento multidisciplinar com psicopedagogo, psicólogo, fonoaudiólogo e etc. poderá viabilizar.

Sinais de alerta da dislexia

Não estamos aqui para diagnosticar seu filho ok? Mas sim para te mostrar os sinais de dislexia na infância que podem servir de alerta para a necessidade de uma avaliação profissional.

Pode ser que você identifique um ou dois desses sinais, isso não quer dizer que a criança tem dislexia. Mas fique atento se identificar vários desses sinais de dislexia. Nesses casos, considere buscar ajuda profissional.

Idade pré-escolar

  • Atraso na aquisição da fala;
  • Dificuldade em aprender a falar novas palavras;
  • Problemas com rimas;
  • Memória inconsistente das palavras;
  • Dificuldade na memorização de listas (dias, meses);
  • Pronúncia equivocada;
  • Se distrai com ruídos de fundo;
  • Demora para associar o nome de cores, objetos, animais etc;
  • Confusão entre palavras muito parecidas.

Idade escolar

  • Dificuldade em soletrar;
  • Dificuldade em aprender e memorizar nomes e sons de letras;
  • Inversão na sequências de letras ;
  • Problemas com decodificação fônica;
  • Ortografia ruim;
  • Dificuldade em aprender a escrever novo vocabulário;
  • Confusão entre símbolos (por exemplo, símbolos aritméticos: =, +, -, x,);
  • Má pontuação, confusão entre letras maiúsculas e minúsculas;
  • Dificuldade em aprender escrita cursiva;
  • Má decodificação;
  • Falta de interesse em ler e escrever;
  • Leitura lenta;
  • Ortografia ruim;
  • Dificuldade em organizar composições escritas;
  • Dificuldade em identificar diferenças entre letras ou palavras muito parecidas

Em crianças um pouco mais velhas, com idades acima de 9 anos até a adolescência:

  • Habilidades de linguagem escrita menos desenvolvidas que a compreensão de leitura;
  • Dificuldade em elaborar respostas ;
  • Ortografia ruim e ‘mecânica’ da escrita;
  • Dificuldade em aprender um segundo (ou terceiro) idioma;
  • Escrita lenta, mínima ou desorganizada;
  • Dificuldade em criar resumos de textos e histórias;
  • Má resolução de problemas matemáticos;
  • dificuldade em compreender o sentido de expressões e piadas.

E agora que eu já sei os sinais de dislexia, o que fazer?

Se você identificou muitos sinais de dislexia em seu filho é hora de buscar um profissional, até para você ficar em paz sabendo o que está acontecendo e quais os próximos passos.

Lembrando que cada criança é um ser único e somente um profissional poderá dizer se o atraso na leitura e escrita está realmente relacionado ao transtorno.

Nem sempre o fato de uma criança não aprender como o esperado para a idade é um problema com ela, existem muitas coisas que podem desencadear a dificuldade, como o próprio ambiente e o método de ensino aplicado pelos pedagogos responsáveis.

Por isso é interessante entender a diferença entre dificuldade escolar e distúrbio de aprendizagem, falei um pouco sobre este assunto neste outro artigo: Meu filho não consegue aprender. Como a fonoaudiologia pode ajudar?

Mesmo assim, se você sente que o desempenho escolar do seu filho está muito abaixo do esperado para a idade não é demais buscar ajuda de um especialista em linguagem.

Um psicopedagogo poderá ajudar seu filho a desenvolver a habilidade da leitura, escrita, ortografia e memorização com uma série de exercícios e estímulos específicos, um fonoaudiólogo poderá ajudar a desenvolver melhor a fala e a linguagem, além de melhorar o processamento visual com os estímulos adequados.

Um psicólogo também será importante para orquestrar toda a intervenção, que terá melhores resultados se começar o quanto antes.

Aqui na Alphafono nós temos todos esses profissionais prontos para ajudar seu pequeno desde o diagnóstico. Se você quiser entrar em contato conosco o nosso whatsapp é 11 99460-8548.

Ficou com alguma dúvida ou quer contar o que está acontecendo com o seu filho? Comente aqui embaixo, nós queremos saber a sua opinião sobre este tema!

Qual a sua opinião