Terapia ABA para autismo: Como a fonoaudiologia utiliza na Intervenção Fonoaudiológica?

Terapia ABA para autismo: Como a fonoaudiologia utiliza na Intervenção Fonoaudiológica?

Terapia ABA para autismo

Tem crescido a busca por profissionais que saibam aplicar as abordagens da Terapia ABA para autismo.

Desde que sejam aplicadas da maneira correta, a terapia ABA produz ótimos resultados no desenvolvimento especialmente de crianças com Transtorno de Espectro do Autismo, por isso profissionais de diferentes áreas de atuação tem estudado essa abordagem.

Mas agora é a hora de saber… Como a Fonoaudiologia pode utilizar a Terapia ABA para ajudar as crianças com autismo a desenvolverem melhor a sua comunicação?

Será que os pais devem buscar um profissional que utilize a Terapia ABA para autismo?

É isso que vamos descobrir neste artigo!

 

O Transtorno de Espectro do Autismo!

 

-Tem algo diferente no meu filho! -Diz uma mãe em tom de preocupação.

 

-Parece que ele não me olha. Ele é inquieto e repete muitas vezes o mesmo movimento com o tronco. Ele também é bem preguiçoso para falar…

 

A mãe leva o seu bebê de 1 ano e meio a uma consulta com um especialista, e feita uma avaliação completa, chega o diagnóstico:

 

-Seu filho tem Transtorno do Espectro do autismo.

 

-E agora?– diz a mãe!

 

Agora, não só ela, mas toda a família terá que aprender a lidar com a novidade!

 

Essa criança precisará ser estimulada para adquirir habilidades de comunicação e de aprendizagem, e essa é uma trajetória muito complicada para se trilhar sozinha!

 

A família precisará de orientação e acompanhamento com diversos profissionais, entre eles o fonoaudiólogo.

 

Assim começa a trajetória de uma família com uma criança com transtorno do espectro do autismo!

 

O Autismo afeta cerca de 1 a cada 59 crianças no Brasil! É mais comum do que imaginamos!

 

É um distúrbio que afeta a capacidade de comunicação, aprendizagem e socialização da criança e pode ser diagnosticado na idade de 1 a 3 anos, apesar de demonstrar sinais desde bebê, que podem levar a um diagnóstico ainda mais precoce.

 

As crianças com autismo não se conectam com o mundo da maneira habitual, e isso pode abalar suas relações sociais e afetivas.

 

São pessoas que não lidam bem com mudanças e desenvolvem interesses obsessivos e comportamentos repetitivos, que muitas vezes são considerados inadequados.

 

Quando o diagnóstico de TEA é confirmado, a família entra em um mundo onde tudo é novo, mas com a orientação e o acompanhamento correto a criança poderá se desenvolver da melhor forma possível.

 

O que é Terapia ABA?

 

Apesar de não haver uma cura, todos os dias estudiosos se dedicam a procurar novas maneiras de estimular crianças que possuem atrasos cognitivos, como é o caso das crianças autistas.

 

Em um estudo como esses em 1987, o Dr. Ole Ivar Lovaas fez a primeira pesquisa no EUA com um grande grupo de crianças que mostrou que a Terapia ABA trazia um resultado satisfatório em casos de suspeita ou diagnóstico de autismo.

 

A sigla Aba significa Applied Behavior Analysis, ou Análise do Comportamento Aplicada em português, é uma ciência que busca estudar um comportamento humano socialmente relevante.

 

Não é exclusiva do autismo, pode ser aplicada em diversas áreas, mas como já dissemos a abordagem da Terapia ABA para autismo tem gerado resultados satisfatórios, sendo indicada até mesmo pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

 

A Análise do comportamento Aplicada não é um método, é uma ciência, isso quer dizer que não é engessada, aplicada da mesma maneira para todas as crianças. Pelo contrário, a terapia Aba é uma análise profunda que gera planos de ação individualizados para cada paciente.

 

Por isso o profissional deve ser altamente treinado para ser capaz de utilizar as ferramentas disponíveis para completar a Análise e gerar resultados.

 

Objetivos da Terapia ABA!

 

O objetivo da Terapia Aba é modificar comportamentos, seja para aumentar a frequência de um que esteja em déficit ou para diminuir a frequência de um comportamento que esteja em excesso.

 

A Terapia Aba no autismo pode estudar os comportamentos repetitivos e criar ações para substituí-los por outros. Ou estimular a criança a ter comportamentos que estejam em déficit, como, por exemplo, falar. Para isso o profissional deverá estudar o comportamento e criar estratégias.

 

Isso é possível porque a análise do comportamento aplicada possui ferramentas que possibilitam um estudo aprofundado dos reais motivos que estão levando a criança a tal comportamento. É um trabalho de extrema sensibilidade, em que o profissional precisará entender o que está reforçando o comportamento que essa criança repete.

 

No geral, cada comportamento é resultado do ambiente em que a criança está inserida.

 

Para que uma intervenção seja considerada ABA é necessário que o profissional tenha uma estratégia e que os resultados sejam mensuráveis, diferente do que acontece com a intervenção convencional.

 

Ou seja, o profissional deverá informar os resultados de uma forma precisa. Por exemplo: A criança não mantinha contato visual por mais de 5s agora está mantendo por cerca 30s.

 

Se os resultados não ocorrem é necessário reformular a estratégia.

 

No geral, o que a Análise do comportamento aplicada tem de diferente é que ela se aprofunda em um comportamento e, através de treinos e recompensas, substitui esse comportamento por outro buscando desenvolver a iniciativa do próprio paciente.

 

Fonoaudiologia e a Terapia ABA para autismo!

Método PECS

A fonoaudiologia é uma das áreas mais importantes no Tratamento da criança autista, porque ela é a área de estudo que se dedica ao desenvolvimento da comunicação, da linguagem e das  habilidades de aprendizagem da criança.

 

Apesar de existirem muitas dúvidas sobre a utilização da Terapia ABA para autismo na fonoaudiologia…

 

A verdade é que, desde que o profissional estude e realmente entenda os princípios da Terapia, tanto o fonoaudiólogo quanto qualquer outro profissional da Equipe multidisciplinar pode e deve utilizar a Terapia Aba.

 

Na intervenção fonoaudiológica existem muitas ferramentas e estímulos positivos, que podem ser utilizados com a Análise do Comportamento aplicada, para alcançar ótimos resultados no desenvolvimento da linguagem e comunicação da criança

 

Inclusive, existe um método chamado PECS (Sistema de Comunicação por Troca de Imagens) que utiliza os princípios da Terapia Aba e serve para estimular crianças autistas que não falam, ou até que falam mas que possuem algum comportamento inadequado relacionado à fala.

 

Este método consiste em ampliar o vocabulário da criança utilizando imagens, e buscando desenvolver a atitude comunicativa da criança, através da Terapia.

 

Eu devo procurar a Terapia Aba para o meu filho?

 

Ficou claro que a Terapia Aba é uma ótima alternativa para alcançar resultados satisfatórios no tratamento da criança autista, mas é importante procurar profissionais que sejam capacitados para aplicá-la.

 

Se você ainda tem duvidas sobre a utilização da Terapia ABA para autismo, informe-se com o fonoaudiólogo ou psicólogo do seu filho.

 

Lembrando que antes de decidir o plano de ação utilizado em cada caso é necessário realizar uma análise detalhada para criação de um plano de ação individualizado.

 

Talvez você não esteja vendo resultados no desenvolvimento comunicativo do seu filho e gostaria de uma segunda opinião…

 

Ou talvez você esteja apenas no começo nessa caminhada e essa seja uma ótima oportunidade de começar da melhor maneira possível.

 

Nós podemos ajudar você a escolher o melhor plano de ação para o desenvolvimento da criança como um todo, já que temos no consultório o apoio de um psicóloga que é capacitada para utilizar a Terapia ABA para autismo. 

 

Se desejar, marque uma avaliação conosco através do Whatsapp: (11) 99460-8548

 

Nós queremos saber a sua opinião a respeito deste tema, não se esqueça de comentar e compartilhar com seus amigos.

 

Qual a sua opinião